Olha o tempo...

quarta-feira, 4 de junho de 2008

Agentes externos ou esculpidores do relevo

Entendem-se como agentes externos os elementos atmosféricos que, atuando em conjunto, modificam o relevo terrestre. A modificação é lenta, constante e tende a aplainar a superfície.

A intensidade com que atuam as forças exógenas depende do clima, do tipo de rocha, da cobertura vegetal, do graus de inclinação do terreno e, sobretudo, do tempo que o relevo vem sendo modificado.

Intemperismo ou meteorização

As rochas, ao serem expostas à atmosfera, sofrem um ataque prévio da erosão, provocadas pelo clima, que modifica o seu aspecto físico e/ou suacomposição mineralógica. Esse processo de degradação da rocha é de três tipos: físico, químico e biológico.

  • Intemperismo físico ou desintegração mecânica da rocha: corresponde ao processo em que as rochas sofrem alterações de tamanho e de forma sem, contudo, alterarem sua estrutura química. Esse processo é típico das áreas desérticas e semi-áridas e ocorre devido às oscilações de temperatura entre o dia e a noite ou durante as estações do ano, fato que provoca uma dilatação das rochas. A dilatação e a contração da rocha não ocorrem por igual, pois os minerais que as formam possuem diferentes coeficientes de dilatação e contração, fato que provoca uma expansão e redução desigual. A desintegração física atinge quase sempre a parte superficial das rochas, pois elas apresentam uma baixa condutividade térmica. O intemperismo físico gera um solo raso e pedregoso, denominado litossolo. A desintegração mecânica sempre abre caminho para a decomposição química das rochas.

  • Intemperismo químico ou decomposição da rocha: ocorre pel atuação da água, que provoca mudanças na composição das rochas, que provoca mudanças na composição das rochas, em função de reações químicas. A intensidade da reação química depende da temperatura da área: quanto maior a temperatura, maior será a velocidade da reação química, em função do aumento da energia cinética das substâncias. Nas áreas equatoriais e tropicais que são quentes e úmidas, a decomposição é mais intensa qu nas regiões de clima frio e seco, como polar e a subpolar. O intemperismo químico gera um solo profundo e poroso, denominado latossolo.

  • Intemperismo biológico: causado pela ação dos animais e vegetais, onde os animais cavam buracos e secretam substâncias ácidas como os cupins, e também a dilatação das raízes e a liberação de substâncias ácidas das raízes de alguns vegetais.

2 comentários:

Giovanna disse...

Ah, esqueci de dizer no outro comentário. Você já tinha passado os exercícios 1,2,3 e 4 em sala, né?
Beijos
Até

Luiza Andrade disse...

Beth! Tchucthuquento, esse seu blog hein?! Quebrou um galho enooooorme!!!
Obrigada! ;D
Beijos--> Luiza Andrade 1º ano, turma 101